“Deus tem uma agenda a ser cumprida; precisamos discernir os tempos”, diz pastor

  • 05/08/2022
“Deus tem uma agenda a ser cumprida; precisamos discernir os tempos”, diz pastor
“Deus tem uma agenda a ser cumprida; precisamos discernir os tempos”, diz pastor (Foto: Reprodução)

A Bíblia destaca que os cristãos devem ter discernimento dos tempos e estações. Em culto na terça-feira (2), o pastor Joel Engel destacou a importância de estar alinhado à agenda de Deus e as celebrações bíblicas, que tiveram impacto não só na Velha Aliança, como também nos dias atuais.

“Deus tem agenda marcada para fazer determinadas coisas e é importante você entender os ciclos e os tempos”, destacou Engel.

“Jesus ficou espantado por observar que os mais sábios de sua época não entendiam o tempo da visitação de Deus em Jerusalém. E por não entenderem, eles perderam a sua oportunidade. Por isso é bom você entender que Deus faz assim: há um tempo e uma estação para todas as coisas”, acrescentou.

O pastor observa que Jesus exortou o povo porque eles sabiam identificar quando iria chover, mas não discerniam as coisas de Deus. “Hipócritas! Vocês sabem interpretar o aspecto da terra e do céu. Como não sabem interpretar o tempo presente?”, diz Lucas 12:56.

Engel ensina também que, ao analisar as Escrituras, é possível identificar que, a cada sete anos, Deus determina um ciclo. Um exemplo disso é o Shemitá, uma lei bíblica que determina o ano de descanso da terra: seis anos são para a semeadura, mas o sétimo ano é de descanso. 

“Atualmente estamos em um ano Shemitah, mas essa é uma lei de Deus que poucas pessoas conhecem”, disse Engel. “Em Israel, havia seis anos de descanso da terra, mas no sétimo ano, o povo recebia uma provisão sobrenatural. No final do ano Shemitá, há uma quitação de dívidas.”

Em 2022, o Rosh Hashaná, considerado o primeiro dia do ano do calendário hebraico, será iniciado no entardecer de 25 de setembro, dando início ao ano 5783.

Por isso, Engel lembra: “É muito importante acompanhar os tempos, porque há um tempo para todas as coisas: há tempo para se alegrar, há tempo para sofrer, há tempo para conquistar, há tempo para amadurecer.”

Datas bíblicas e céus abertos

Um dos grandes exemplos de oração é Daniel, que clamou a Deus durante 21 dias em lágrimas. O pastor observa que Daniel estava orando com a intenção de saber quando Deus iria trazer o “jubileu” ao seu povo, ou seja, a sua libertação.

“Toda nação de Israel foi levada como cativa para a Babilônia, porque durante 70 anos sabáticos — a cada 7 anos, o povo precisava santificar o sétimo ano e deixar a terra descansar — ou seja, durante 490 anos, Israel não mais festejou o ano sabático. E para cada ano que eles não celebraram, Deus deu um ano de escravidão na Babilônia”, disse Engel.

E continuou: “Muitos podem dizer que isso é coisa para judeu, coisa do Velho Testamento. E as pessoas que estão escravizadas em nossa terra? E as nações que estão vivendo debaixo de escravidão? E aqueles que são escravos de dívidas? Há diversos tipos de escravidões nos dias de hoje.”

Engel disse ainda que, a cada quebra de mandamento, vem uma provação.

Daniel buscou a Deus durante 21 dias em lágrimas porque “estava pedindo perdão pelos pecados da nação”. Ele então ensina: “Quando pedimos perdão pelos pecados da nação, os céus vão sendo abertos.”

“É um tempo de oração de pedido de perdão pela nação brasileira. Muitos governos têm ofendido a Deus, por isso temos que orar para que Deus levante no Brasil presidentes e governadores com valores cristãos”, concluiu.

Veja a pregação completa:

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/deus-tem-uma-agenda-ser-cumprida-precisamos-discernir-os-tempos-diz-pastor.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Top 5

top1
1. SOBRE NATURAL

Paulo neto

top2
2. Aquieta Minh'alma

Ministério Zoe

top3
3. Não pare

Midian Lima

top4
4. Ninguém Explica Deus

Preto no Branco

top5
5. Deus proverá

Gabriela Gomes

Anunciantes